Da vida fiz um corrimão, sorrindo,

correndo, subindo,

alcei vôos sinceros, 

porque te amo, te quero...

 

Da vida vida fiz um bolero,

te esperando, te alegrando,

te curando, te amando, menino

império de paixões...

 

Vi no salão teu reflexo, 

pobre coração meu pulsando,

só sabia entoar uma canção dizendo:

eu te amo e te quero...

 

Da vida fiz um caminho guiado por teu olhar etéreo,

sorrindo e cantando esse louco amor

que sinto aflorar na pele,

porque meu coração diz

que te amo, te quero...

 

E, se fiz da vida um jogo teatral,

dizendo que não te espero,

se cometi travessuras, te peço perdão

o fiz num momento de amargura,

tentando aplacar a dor das minhas agruras,

de não ter esse amor virtual que eu não esqueço,

que insisto e não desisto,

tudo porque te amo, te quero...

 

E pratico esse despautério dizendo

que te espero, tudo porque te amo,

te quero comigo dançando um bolero,

é o que eu mais quero, 

me guardando prá ti, um porto errante,

um menino mistério!

 

 


Santa Maria/
RS
 

O envio que chega rapidinho !!!

| Home Voltar |
|
Fale comigo |
Adicione este site aos seus Favoritos

Desde 10.10.2007,
você é o visitante nº


Direitos autorais registrados®
Direitos autorais protegidos pela Lei 9.610 de 19.02.1998.