Era uma vez, dois meninos e uma menina metida demais, passada da validade, mas sucetível de cheiro do Sol e algum brilho ardente advindo das estrelas ocultas... despreendidas, dissimuladas, encorpadas. Na farra uma verdadeira lady bipolar social, toda misteriosa na hora do "I gotta pee"- (fazer a boneka chorar)! às vezes, sorrir e até cantar! Ela, Mariezinha, a espetaculosa!

 

Um bar, staiggers, cervejinhas, cigarros, papo legal, três notívagos incansáveis. O Joãozinho, amor de pessoa, cheio de problemas financeiros, afora isso, uma sambista inveterado, um bipolar urbano, atencioso só para elas, um verdadeiro gentilmann! Cigarritos mentolados só para às mulheres! Gaúcho boêmio!

 

O outro, O Fenício, um cara bem humorado, do gênero Pagador de Promessas, um bipolar rural, diria assim: O Dr. Certinho! Cara correto, distinto, conciliador, equilibrado, bom caráter, gaudério, declamador, O Plabo Neruda dos Pampas! Na noite, O rasga saias! Noutro dia desses, estavámos os três no bar a jogar conversa fora, eis que, de repente não mais que de repente, surgem mulheres de todos os lados, de todas idades, aos cântaros a desfilar, lindas, feias, carentes, amadas, meigas, explosivas, bêbadas, separadas, e os dois meninos sem rumo à vida estremeceram e se comunicaram como garotos adolescentes se entre-olharam tipo comunicação telepática muito conhecida na cultura brasileira, que vem desde os primórdios da Humanidade.

 

Atropologicamente, diria que foi uma comunicação da Era das Cavernas! Nada falaram só sentiram e olharam àquelas mulheres e esbravejaram karetinhas de tesão. Maravilha! Relax total. Pela noite, pelo bar, pelo sonho, pela luta, pela busca, pelo sentimento, pela aventura, pelo AMOR que já se foi. E a menina Mariezinha? Também no bar, em estado latente seu desejo de fazer karetinhas de tesão para os homens que lá frenquentavam ela não sabia fazer isso, ela não sabia desfilar, nem cantar, nem sorrir, nem chorar, Só sabia buscar O amor que já se foi...   
 



DEZ/2006

O envio que chega rapidinho !!!

| Home Voltar |
|
Fale comigo |
Adicione este site aos seus Favoritos

Desde 10.10.2007,
você é o visitante nº


Direitos autorais registrados®
Direitos autorais  protegidos pela Lei 9.610 de 19.02.1998.