Um menino prodígio, ele é tudo que eu quero

Magrela feito um mosquito, ele é bonito, sincero,

Gosta de um agito, ele é bem meu tipo

Tem prestígio e me aceita como sou...

Uma boba apaixonada que só quer viver de amor...

Dia desses na balada, saiu fora e me deixou

E eu feito babaca corri atrás do meu amor...

Ele doido por outra mina, me desprezou...

Eu chorei, chorei, também pudera!

Apaixonada como sou...

Ele poetava sem parar prá outra mina

Eu quase louca chorava e comia chocolate sem parar...

Ela era uma gorda bem bocuda,

que era triste só de olhar...

Eu rezava e dizia:

Deus me acuda! Por essa eu não precisava passar...

E papai sabendo do meu sofrer me presenteou um colar,

que eu sonhei usar no altar...

O tempo passou e janeiro chegou, 

festa e festa e o escambau...

não é que levei pau no Vestibular...

Veio o Carnaval, eu morrendo de saudade fui lá...

de atrás do meu amor...

Nada de encontrar o meu safado,

encontrei um mascarado que me chamou prá dançar...

Qual minha surpresa?

Era o meu magrela que já estava sem ela...

Oi gente! O meu mel não tem repelente...

To namorando novamente: O MEU AMOR!


 

12/06/2009

 

O envio que chega rapidinho !!!

| Home Voltar |
|
Fale comigo |
Adicione este site aos seus Favoritos

Desde 10.10.2007,
você é o visitante nº


Direitos autorais registrados®
Direitos autorais protegidos pela Lei 9.610 de 19.02.1998.